Associação Cultural Humaitá

Agbegbe fun ijosin ti orisá ati Umbanda
As costas e os joelhos de um Preto-Velho!!

Jesus salve a Umbanda!!

Está na Codificação de Alan Kardec relatos de que espíritos, dias antes da nova reencarnação, do seu retorno a vida humana, passam por momentos de enorme pertubação psicológica, em razão das gigantescas dificuldades que é estar humano, viver como humano e entre outros humanos. O espírito sabe que estará num corpo de qualidades propositalmente limitadas, esquecido do que aprendeu e sem as habilidades do espírito.

Em síntese, ele sabe que virá para cá, para este vale da sombra e da morte sem suas principais armas!

Ele sabe que a Terra é lugar de provas e espiações, e não de amor e felicidade. Uma sala de aula com matérias ruins, difíceis e cujos professores serão severos, rígidos.

E a vida, como se apresenta para nós, confirma estas expectativas.

Por causa dessas condições, bilhões de humanos já caíram, foram reprovados em suas missões, e morrem com o enorme peso do fracasso. Sem levar em conta qualquer condição social, moral e intelectual, bilhões caíram…

Mas então, o que fazer para não rodarmos nas provas e fracassar? Bom, é claro eu não tenho a resposta e quem tem não dá a resposta porque a Espiritualidade Superior não passa cola para nenhum aluno!!

Mas este ser humano novinho e cabeçudo aqui ja viveu muito, e depois de fracassar em dezens de tentativas, conseguiu identificar algumas condições que podem ajudar na resistência. Logicamente, existem várias mas vou falar da mais “fácil”, daquela que é infalível para se chegar a vitória:

SER COMO AS COSTAS E OS JOELHOS DE UM PRETO-VELHO!!

Isto mesmo: ser as costas e os joelhos de um preto-velho!!

Como assim? Mas porque? Simples. Ora, qual era a qualidade que nossos ancestrais negros escravos tinham em comum? Que TODOS tinham, TODOS? Qual era? A energia de resistir para poder levantar e continuar. Eram resilientes.

A triste e lamentável condição de escravos tornaram estes homens, mulheres e crianças quase animais, que serviam apenas para trabalhar e serem humilhados. O local do corpo onde mais apanhavam eram as costas, e com chicote, servindo os joelhos para segurar o pobre corpo e depois levantá-lo para continuar o trabalho e sua triste e solitária vida.

A mais antiga modalidade de punição, de castigo, de humilhação. Colocar num troco, numa parede e chicotear. Jesus passou por isto. E repetindo a ação de Jesus, os nossos ancestrais escravos eram chicoteados nas costas, caiam de joelhos e levantavam. Resilientes, aguentavam e voltavam.

E aí está o segredo! Lembram daqueles filmes de heróis, de mocinho contra o bandido, do bem contra o mal? Lembram da nossa expectativa de como seria o final destes filmes? O heroi, o bom, o bem, sempre venciam, não é?!

Sabe pessoal, eles venciam PORQUE NÃO DESISTIAM!! Eles continuavam! Continuavam! Apanhavam, levavam tiros, eram traídos, sofriam emboscadas, perdiam tudo, até as pessoas que mais amavam, MAS CONTINUAVAM!

Meus irmãos, SÃO ESTES QUE A VIDA REGISTRA!! Charles Chaplin dizia exatamente isto: a vida não registra os medrosos…

Nós temos dezenas de oportunidades de desistir, de parar, de ir embora, de largar tudo. Mas a escolha tem que ser diametralmente oposta: levantar e seguir em frente!

Não desistam! A luz existe até no poço mais profundo, escuro e sujo! A luz existe dentro da mais profunda cabeça, mais profunfdo Ori, sofridos, destruídos, esmagados! Eu sei, já vi! Não há lugar onde Oxalá não possa ir! Não há lugar onde um guardião não cumpra a ordem de buscá-los! Existe uma linda e poderosa COROA DE ORIXÁS guardando TODOS os cantos dos Mundos, visível e invisível!

Não desistam de vocês, nunca.

Sarava a todos vocês.

José Augusto da Cunha Meira

2 comentários sobre “As costas e os joelhos de um Preto-Velho!!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.