Associação Cultural Humaitá

Agbegbe fun ijosin ti orisá ati Umbanda
Dignidade e Honra

Foi escrito por muitos que escreviam; foi falado por muitos que falavam antes de mim; voltaram a escrever e a falar em dezenas e mais dezenas de vezes em reuniões entre nós e vocês. Em todas as partes do Brasil. Aqui mesmo entre vocês, avisamos, alertamos, explicamos. Dignidade e Honra.

É o que nos guardiões, aqueles que trabalham do lado esquerdo do Sinal da Cruz, queremos de todos aqueles que trabalham na Umbanda. Nada mais. Nem Amor nós queremos. Não na forma como vocês conhecem. Nada mais pedimos.

Em um mundo repleto de maldade direcionada aos que trabalham para o Bem, só vencerão aqueles que forem dignos e honrados para segurar o PONTO DE FORÇA DE SEU ORIXÁ, DE SEU EXU E DE JESUS. E o amor numa batalha não tem lugar. Aliás, não existe este poder numa batalha. Mas para isto, tem que saber o que é uma batalha e eu não vou explicar.

Neste tempo de vocês, vai vencer o mais forte! Este estágio está avançado, sobre as suas cabeças, já que a maioria perdeu seu próprio tempo em atos de indisciplina, imorais e indignos. Olhem para a face de seu Orixá e vejam se o que fizeram combinou com o que ele queria.

E combinou com o que o seu próprio guardião queria???

A dignidade é um atributo moral que denota autoridade natural, respeito natural, uma nobreza inerente, que torna cada ofício Alto! Por sua vez, a honra é atributo de um homem virtuoso, corajoso, de indole forte, resistente.

Do local de trabalho de onde venho, Guardiões de verdade tem estes atributos atrelados ao seu espírito. São espíritos vencedores de seus próprios e piores defeitos, dignos de seu ofício e honrados. Antes de trabalhar, são amigos e fiéis entre seus pares, de confiança, discretos, ficam felizes com a felicidade do outro, tristes com a tristeza do outro; levantam todos os espíritos que caem, ou caem juntos para ficarem juntos nos piores lugares.

Mas estão sempre juntos, estão lá onde o outro está.

DIGNIDADE e HONRA, e saberemos que poderemos contar o auxílio deste trabalhador umbandista. Do contrário, não contaremos com este trabalhador…

Um Guardião.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.